Sábado
11 de Julho de 2020 - 

Acompanhe seu procecsso.

Solicite sua senha através do e-mail: wendelleloy@gmail.com

Notícias

Newsletter

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 5,34 5,34
EURO 6,05 6,05
PESO (ARG) 0,08 0,08

Previsão do tempo

Hoje - Teresina, PI

Máx
33ºC
Min
23ºC
Parcialmente Nublado

Domingo - Teresina, PI

Máx
33ºC
Min
22ºC
Parcialmente Nublado

Segunda-feira - Teresina, ...

Máx
35ºC
Min
22ºC
Predomínio de

INSTITUCIONAL: Live “Meio ambiente no período de quarentena: Reflexões momentâneas com efeitos duradouros” encerrou a Semana do Meio Ambiente do TRF1

Na última sexta-feira, dia 26 de junho, o presidente do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, desembargador federal I’talo Mendes, encerrou os trabalhos da Semana do Meio Ambiente do TRF1, enfatizando a importância do evento que, segundo ele, representou "uma oportunidade de refletir sobre gestão sustentável e práticas ambientais importantes para o equilíbrio do planeta”.  Antes, a servidora Nilda Aparecida Alves, presidente da Comissão Gestora do Programa de Logística Sustentável do TRF1 (PLS–TRF1), falou sobre o novo formato do evento, totalmente virtual este ano, mas com o mesmo objetivo de fomentar a implementação de ações sustentáveis na Justiça Federal da 1ª Região. Nilda parabenizou o grupo IV do PLS pelo trabalho na programação da Semana do Meio Ambiente do TRF1 e relembrou as atividades desenvolvidas ao longo da semana: a exposição virtual “Viagem por um mundo Possível” e as campanhas “Acenda a consciência e apague o desperdício” e “No descarte, faça a sua parte”. Após ser anunciada pelo presidente do Tribunal, a professora Teresa Villac, que brindou o público com uma live sobre o “Meio ambiente no período de quarentena: Reflexões momentâneas com efeitos duradouros”, na qual convidou o corpo funcional da Justiça Federal da 1ª Região a pensar sobre as práticas de gestão sustentável após o período de pandemia. A professora é doutora em Ciência Ambiental, filósofa, advogada da União e diretora de consumo sustentável do Instituto Direito por um Planeta Verde. Ela coordena, também, a Câmara Nacional de Sustentabilidade do Instituto Direito por um Planeta Verde, da Advocacia-Geral da União (AGU). A apresentação da doutora destacou a necessidade de aplicação de políticas públicas sustentáveis após a pandemia do novo coronavírus. “Vamos fazer juntos!”, convidou a professora. “Estamos em um momento de transição, no qual devemos pensar nas ações em prol de uma gestão pública com sustentabilidade”, afirmou a palestrante. “Qual é o papel e o compromisso que a gestão pública brasileira tem para a implementação de uma sociedade que seja inclusiva, sustentável, inovadora e garanta a qualidade de vida dos cidadãos?”, indagou ao discorrer sobre o modelo de Gestão Pública Sustentável. Segundo Teresa Villac, a gestão pública se vale de ferramentas já disponíveis na própria gestão para instituir os valores e princípios constitucionais. De acordo com ela, existem quatro dimensões que abrangem a gestão sustentável: a ambiental, a social, a cultural e a dimensão ética. “Nós precisamos ampliar nossos olhares e nossa colaboração utilizando as ferramentas já existentes, como as licitações sustentáveis e o PLS, para conscientizar e sensibilizar as pessoas a atuarem com responsabilidade e colaboração a fim de promover a dignidade humana por meio de nossas ações”. A palestrante ressaltou, ainda, que este momento de transição e aceleração da implementação de novos meios de trabalho “é um chamado para a ação”. Para Teresa, “nossas ações no serviço público precisam contemplar a qualidade de vida dos servidores públicos, a resposta social, as contratações públicas sustentáveis e a gestão adequada de resíduos”. Teresa Villac, ao finalizar a apresentação, reforçou que “sem a colaboração e atuação sistêmicas e integradas com a educação ambiental, os resultados demorarão muito mais a aparecer”. Em tempos de pandemia, “todos nós somos agentes públicos brasileiros, e as dificuldades não podem nos impedir de agir”. A live contou com mais de 220 visualizações no canal do TRF1 do Youtube e no aplicativo Teams. Assessoria de Comunicação Social Tribunal Regional Federal da 1ª Região 
29/06/2020 (00:00)
Visitas no site:  89955
© 2020 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia